7 Razões +1 para comprar Ouro

No passado vender e comprar ouro em barras era comum. Quem tinha ouro em pedra ou em moedas era respeitado, e em todo o mundo o metal precioso teve e tem o seu valor, além de uma rica história de amor, sangue e glória. O ouro esta entrelaçado entre as diversas culturas durante os milhares de anos desde a Mesopotâmia.

As primeiras moedas feitas contendo ouro tem seu registro por volta de 650 a.C., com relação as moedas de ouro puro, elas foram cunhadas durante o reinado do rei Croesus de Lydia cerca de 100 anos mais tarde.

A história não mente e ao longo dos séculos, as civilizações continuaram mantendo o ouro como principal ativo financeiro por várias razões. As pessoas, as sociedades, e agora as economias do mundo creditam ao ouro, poder econômico, além de perpetuar o seu valor.

É o metal mais seguro quando outras formas de moedas não funcionam, o que significa que tem sempre algum valor como segurança contra tempos difíceis, perdendo apenas para o diamante.

7 Razões +1 para comprar Ouro como investimento

Abaixo estão 7 razões práticas +1 para você pensar em comprar ouro hoje se pensa em manter um metal precioso que dificilmente perde o valor é que vale como moeda de trocas em qualquer lugar do mundo.

Principais motivos para comprar Ouro

  1. Ao longo da história humana, o ouro é considerado uma metal valioso e especial.
  2. Hoje em dia, possuir uma quantidade de ouro pode funcionar como parte de uma cobertura contra crises, inflação e a deflação, bem como como um bom diversificador de carteira de investimentos.
  3. Como reserva global, comprar ouro fornece cobertura financeira extra durante incertezas geopolíticas e macro-econômica.

O Ouro mantém valor de mercado

Ao contrário do papel moeda (vender ou comprar dolar) ou moedas estrangeiras e outros ativos, ao contrário, o ouro tem mantido o seu valor ao longo dos tempos. As pessoas vêem o ouro como uma forma de transmitir e preservar a sua riqueza de uma geração para a seguinte.

Desde os antepassados nos tempos antigos, as pessoas têm valorizado as propriedades únicas desse metal precioso. O ouro não estraga, não é corroído e pode ser derretido sobre uma chama de fogo comum, tornando-o fácil de trabalhar, moldado e carimbado como uma moeda.

Além disso, o ouro tem uma cor única e bela, ao contrário de outros elementos. Os átomos do ouro são mais pesados e os elétrons movem-se mais rapidamente, criando a absorção especial da luz; um processo que levou a teoria da relatividade de Einstein.

Enfraquecimento do Dólar Americano

Embora o dólar americano seja uma das moedas de reserva mais importantes do mundo, quando o valor do dólar cai em relação a outras moedas, como aconteceu entre 1998 e 2008, isto leva muitas as pessoas acreditarem ainda mais à segurança do ouro, o que faz subir os preços do ouro.

O preço do ouro quase que triplicou entre 1998 e 2008, atingindo o marco dos US$ 1.000 a ounce (onça) no início de 2008 e quase duplicando entre 2008 e 2012, atingindo acima da marca dos US$ 2.000. Não se esqueça que o dólar americano já declinou por várias razões, incluindo os grandes déficits orçamentais e comerciais do país e também grandes aumentos da oferta monetária.

Comprar Ouro para segurança contra inflação

O ouro tem sido historicamente uma excelente cobertura contra a inflação, porque o seu preço tende a subir quando o custo de vida aumenta. Nos últimos 50 anos, os investidores viram os preços do ouro disparar e o mercado bolsista mergulhar durante os anos de alta inflação.

Isto porque quando a Moeda Fiat (Fiat é a moeda legal de qualquer país em que é impressa e emitida pelo governo e o Banco Central) perde o seu poder de compra face à inflação, o ouro tende a ser cotado nessas unidades monetárias e, portanto, tende a surgir juntamente com tudo o resto.

Além disso, o ouro é visto como uma boa reserva de valor, pelo que as pessoas podem ser encorajadas à comprar ouro quando acreditam que a sua moeda local está a perder valor.

Comprar Ouro – proteção contra a deflação

A deflação é definida como um período em que os preços diminuem, quando a actividade empresarial abranda e a economia é sobrecarregada por um endividamento excessivo, o que não se via globalmente desde a Grande Depressão dos anos 30 (embora um pequeno grau de deflação tenha ocorrido após a crise financeira de 2008 em algumas partes do mundo).

Durante a Grande Depressão, o poder de compra relativo do ouro subiu enquanto outros preços desceram acentuadamente. Isto porque as pessoas optaram por acumular dinheiro, e o lugar mais seguro para guardar dinheiro era em ouro e moeda de ouro na altura.

Comprar Ouro como mercadoria de crise

O ouro tem conservado o seu valor não só em tempos de incerteza financeira, mas também em tempos de incerteza geopolítica. É frequentemente chamado de “mercadoria de crise“, porque as pessoas fogem para a sua relativa segurança quando as tensões mundiais aumentam; durante tais tempos, muitas vezes ultrapassa outros investimentos.

Por exemplo, os preços do ouro sofreram alguns grandes movimentos de preços em 2020, em resposta à crise pandêmica. O seu preço sobe frequentemente mais quando a confiança nos governos é baixa.

Fornecimento de Ouro no mercado global

Grande parte do fornecimento de ouro no mercado desde os anos 90 tem vindo das vendas em barras de ouro dos cofres dos bancos centrais mundiais. Esta venda pelos bancos centrais globais diminuiu muito em 2008. Ao mesmo tempo, a produção de ouro novo proveniente das minas tem decrescido desde 2000.

Segundo BullionVault.com (BV), a produção anual de ouro das minas caiu de 2.573 toneladas métricas em 2000 para 2.444 toneladas métricas em 2007 (no entanto, segundo o U.S. Geological Survey, o ouro viu uma recuperação na produção, tendo a produção atingido quase 2.700 toneladas métricas em 2011).

comprar ouro para investimento

Atual produção de Ouro no Brasil

Informes da ANM, diz que o Brasil tem uma produção média de 81,2 toneladas por ano. Deste total, duas empresas concentram a maior parte, 51% da extração de ouro, uma delas é a canadense Kinross, a outra extratora é uma companhia sul-africana chamada AngloGold. 10% da extração são feitas pelos pequenos garimpos.

Segundo o Ibram (Instituto Brasileiro de Mineração), grande parte do ouro brasileiro é exportado para fora do país. Os principais compradores do nosso ouro são: a Alemanha​, que em 2018 comprou aproximadamente 20% de todo ouro minerado no Brasil, logo depois vem o Reino Unido e em terceiro a Suíça.

Como regra geral, a redução da oferta de ouro aumenta os preços do ouro.

Aumento da procura global por Ouro

Nos anos anteriores a 2020, o aumento da riqueza das economias de mercado emergentes impulsionou a procura de ouro. Em muitos destes países, o ouro está entrelaçado com a cultura. Na China, onde as barras de ouro são uma forma tradicional de poupança, a procura de ouro tem sido constante.

A Índia é a segunda maior nação consumidora de ouro do mundo; tem aí muitas utilizações, incluindo joalheria. Como tal, a época das bodas indianas em Outubro é tradicionalmente a época do ano que se regista a maior procura global por ouro.

A procura de ouro também tem crescido entre os investidores. Muitos começam a ver particularmente o ouro como uma classe de investimento para a qual os fundos devem ser atribuídos. De facto, o SPDR Gold Trust (Gold Shares), tornou-se um dos maiores ETFs nos Estados Unidos, bem como o maior detentor mundial de ouro em barras de ouro a partir de 2019.

Ouro para diversificar carteira de investimentos

A chave para a diversificação é encontrar investimentos que não estão estreitamente correlacionados entre si; o ouro tem tido historicamente uma correlação negativa com os stocks e outros instrumentos financeiros. A história recente corrobora isto:

  • A década de 1970 foi esplêndida para o ouro, mas terrível para as acções.
  • As décadas de 1980 e 1990 foram maravilhosas para as acções, mas horríveis para o ouro.
  • Em 2008, as reservas diminuíram substancialmente à medida que os consumidores migravam para o ouro.
  • 2020 metais preciosos como o ouro se tornaram ativos defensivos contra a pandemia gerada pelo Covid-19.

Investidores experientes combinam devidamente seus ativos diversificando sua carteira ao comprar ouro, acções e outras obrigações para reduzir a volatilidade e o risco global.

Investimento em Ouro vale a pena?

Comprar ouro e mantê-lo como ativo deve ser uma parte importante de uma carteira de investimentos diversificada, especialmente porque o seu preço aumenta em resposta a eventos que causam a diminuição do valor dos investimentos em papel, tais como acções e obrigações.

Embora o preço do ouro possa ser volátil a curto prazo, tem sempre mantido o seu valor a longo prazo. E ao longo dos anos, tem servido como uma cobertura robusta contra a inflação e a erosão das principais moedas tradicionais, pelo que sabemos, comprar ouro é um investimento que vale a pena considerar.

Leave A Comment